Close Mobile Navigation

Estratégia da OMS

Para acelerar a eliminação do câncer de colo do útero, a Organização Mundial da Saúde (OMS) desenvolveu uma estratégia com metas que devem ser alcançadas até 2030.16 Veja:

90%

das garotas de até 15 anos totalmente vacinadas contra o HPV.16

Diagnostico

70%

das mulheres devem realizar um teste de alto desempenho aos 35 anos e, novamente, aos 45 anos.16

90%

das mulheres que tenham a doença cervical identificada devem receber tratamento.16

Saiba onde se vacinar.

As vacinas contra o HPV estão disponíveis em clínicas particulares ou através do SUS para populações específicas, fale com o seu médico para conferir a disponibilidade das vacinas.

Programa Nacional de Imunização (PNI): a vacina contra o HPV é disponibilizada para crianças de 9 a 14 anos de idade. Além disso, está disponível para pacientes vítimas de abuso sexual entre 9 e 45 anos de idade. Nos Centros de Referência a Imunibiológicos Especiais (CRIE) a vacinação é disponibilizada para crianças e adultos de 9 a 45 anos de idade vivendo com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea e pacientes oncológicos.21, 22

Informações importantes sobre o HPV

O HPV pode causar Câncer?

Sim. Existem cerca de 150 tipos de HPV, sendo que pelo menos 13 tipos são oncogênicos.1

Com quais Canceres o HPV está relacionado?

De ânus, vulva, vagina, colo do útero, pênis e orofaringe.1

Quais sao os fatores de risco para o HPV e desenvolvimento de câncer cervical?

Infecção causada principalmente pelos tipos 16 e 18 do HPV.17
Estado imunológico da pessoa.17
Coinfecção por outros agentes sexualmente transmissíveis.17
Consumo de tabaco.17

Cancer de colo do útero: É preciso dar atenção

O câncer cervical, ou câncer de colo do útero, é a doença mais comum relacionada ao HPV.16
Veja abaixo alguns números:
No mundo, o câncer de colo do útero: Foi associado a mais de 570 mil novos casos por ano.17
Em 2018, foi a causa de morte de aproximadamente 311 mil mulheres.16
90% das mortes por esse tipo de câncer ocorrem nos países de baixa e média rendas.16
O sistema imunológico influencia no desenvolvimento do câncer de colo do útero.17
Mulheres com sistema imunológico normal: o câncer cervical leva de 15 a 20 anos para se desenvolver.17

Vacinação contra o HPV

Hoje em dia, já existem vacinas que protegem contra os principais tipos de HPV que causam câncer: tipo 16 e tipo 18.17
Segundo estudos clínicos, as vacinas contra o HPV são muito seguras e eficazes na prevenção de infecções, lesões pré-cancerosas de alto grau e câncer invasivo.1

Como detectar uma infecção e lesões causadas pelo HPV?

Existem 3 tipos diferentes de testes que são recomendados pela OMS.17
Os testes são os seguintes:
Teste de HPV para tipos específicos de vírus de alto risco.17
Inspeção visual com ácido acético.17
Citologia convencional (CC) ou papanicolau e citologia em base líquida (CBL).17

Sintomas do câncer cervical

No estágio inicial, os sintomas podem ser:
Manchas de sangue irregular ou sangramento leve entre os períodos menstruais em mulheres em idade reprodutiva.17
Sangramento ou manchas na pós-menopausa.17
Sangramento após relação sexual.17
Aumento do corrimento vaginal, com cheiro desagradável em alguns casos.17
Caso o câncer cervical avance, sintomas mais graves podem surgir, como:
Dor persistente nas costas, nas pernas e na região pélvica.17
Perda de peso, fadiga e perda de apetite.17
Corrimento vaginal com mau cheiro e desconforto vaginal.17
Inchaço em uma perna ou em ambas as extremidades inferiores.17

Importante: o diagnóstico de câncer cervical deve ser feito através do exame histopatológico.1

Como as vacinas contra o HPV funcionam melhor?

As vacinas funcionam melhor se administradas antes da exposição ao HPV.17

O PNI do Brasil vacina meninas e meninos de 9 a 14 anos.18

Além disso, homens e mulheres de 9 a 45 anos, nas seguintes condições, também podem receber vacina contra o HPV: convivendo com HIV/AIDS; pacientes oncológicos em quimioterapia e/ou radioterapia; transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea.18

Qual é a recomendação da OMS?

Segundo a OMS, a prevenção contra o câncer cervical deve ser feita da seguinte maneira:16

Prevenção primária

Vacinação contra o HPV em meninas de 9 a 14 anos. Informações de saúde e advertências sobre fatores de risco da infecção pelo HPV. Educação sexual adaptada à idade e à cultura. Promoção e fornecimento de preservativos.

Prevenção secundária

Em mulheres com 30 anos ou mais: triagem com um teste de alto desempenho equivalente ou melhor do que o teste de HPV. Essa deve ser seguida por tratamento adequado.

Prevenção terciária

Para todas as mulheres, conforme necessário. Tratamento de câncer invasivo em qualquer idade.

Depoimentos

Descubra histórias inspiradoras de superação!

Assista o depoimento da Jovana

Jovana

“Antes de tudo acredito que a cura começa pela mente”.

Assista o depoimento da Samara

Samara

“Eu tenho uma segunda chance, então vou fazer valer a pena”.

Assista o depoimento da Fernanda

Fernanda

“Existe vida depois do câncer e a vida é muito boa depois”.

Referências

  1. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Comunicado vacina HPV – SBIm/SBP/SBI/ FEBRASGO. 2019. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/pt/noticias/item/902-comunicadovacina-hpv-sbim-sbp-sbi-febrasgo. Acessado em 17 de abril de 2023.
  2. Chesson HW, Dunne EF, Hariri S et al. The estimated lifetime probability of acquiring human papillomavirus in the United States. Sex Transm Dis. 2014;41(11):660-664.
  3. Szymonowicz KA, Chen J. Biological and clinical aspects of HPV-related cancers. Cancer Biol Med. 2020;17(4):864-878.
  4. Center for Disease Control and Prevention (CDC). Cancer home. HPV and cancer. Statistics. How many cancers are linked with HPV each year? 2022. Disponível em: https://www.cdc.gov/cancer/hpv/statistics/cases.htm. Acessado em 27 de abril de 2023.
  5. Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Principais questões sobre HPV: prevenção, diagnóstico e abordagem. 2020. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/atencao-mulher/principais-questoes-sobre-hpv-prevencao-diagnostico-e-abordagem/. Acessado em 27 de abril de 2023.
  6. Mayo Clinic. HPV infection. 2021. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/hpv-infection/diagnosis-treatment/ drc-20351602. Acessado em 11 de maio de 2023.
  7. Iliadou M, Sahini K, Sakellari E et al. What do young people think about HPV and HPV vaccination? The role of health education interventions and health professionals. Mater Sociomed. 2021;33(3):219-224.
  8. World Health Organization (WHO). Vaccines and immunization. Disponível em: https://www.who.int/health-topics/vaccines- and-immunization#tab=tab_1. Acessado 17 de abril de 2023.
  9. Center for Disease Control and Prevention (CDC). Gynecologic cancers. Cervical cancer. Basic information. What should I know about screening? 2022. Disponível em: https://www.cdc.gov/cancer/cervical/basic_info/screening.htm. Acessado em 27 de abril de 2023.
  10. American Cancer Society (ACS). HPV and HPV testing. 2020. Disponível em: http://www.cancer.org/cancer/cancer-causes/infectious-agents/hpv/hpv-and-hpv-testing.html. Acessado em 03 de maio de 2023.
  11. Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Vacina HPV4. 2022. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas- disponiveis/vacina-hpv4. Acessado 17 de abril de 2023.
  12. Ministério da Saúde do Brasil. Ampliação da oferta da vacina meningocócica ACWY (conjugada) para os adolescentes não vacinados entre 11 e 14 anos de idade (de forma temporária) e ampliação da oferta da vacina HPV4 para meninos de 09 a 14 anos de idade. 2022. Disponível em: https://sbim.org.br/images/files/notas-tecnicas/informe-pni-svs-ampliacao-hpv-temporaria-acwy-220908.pdf. Acessado em 27 de abril de 2023.
  13. Ministério da Saúde do Brasil. Ofício nº203/2021/CGPNI/DEIDT/SVS/MS. 2021. Disponível em: https://sei.saude.gov.br/sei/ controlador_externo.php?acao=documento_conferir&codigo_verificador=0019343807&codigo_crc=F506EABB&hash_download=cfb8016fbca43d6352ad4ff22507671b5d4a0a6e29e42cd56c5a50576af307c3c55d869a71fdf2f9f471e0e8e20e52b6102ef4bd9a07c322435120e5912333d7&visualizacao=1&id_orgao_acesso_externo=0. Acessado em 17 de abril de 2023.
  14. Ministério da Saúde do Brasil. Vacina HPV quadrivalente é ampliada para homens de até 45 anos com imunossupressão. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/julho/vacina-hpv-quadrivalente-e-ampliada-para-homens-de-ate-45-anos -anos-com-imunossupressao. Acessado em 27 de abril de 2023.
  15. Ministério da Saúde do Brasil. Perguntas frequentes (FAQ). HPV. 2023. Disponível em: https://www.gov.br/inca/pt-br/acesso-a-informacao/perguntas-frequentes/hpv. Acessado em 16 de maio de 2023.
  16. World Health Organization (WHO). Global strategy to accelerate the elimination of cervical cancer as a public health problem. 2020. Disponível em: https://www.who.int/publications/i/item/9789240014107. Acessado em 19 de maio de 2023.
  17. Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). HPV e câncer de colo de útero. Disponível em: https://www.paho.org/pt/topicos/hpv-e-cancer-do-colo-do-utero. Acessado em 19 de maio de 2023.
  18. Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Vacina HPV4. 2023. Disponível em: https://familia.sbim.org.br/vacinas/vacinas-disponiveis/vacina-hpv4. Acessado em 19 de maio de 2023.
  19. de Martel C, Georges D, Bray F et al. Global burden of cancer attributable to infections in 2018: a worldwide incidence analysis. Lancet Glob Health. 2020;8(2):e180-e190.
  20. Markowitz LE, Dunne EF, Saraiya M et al; Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Human papillomavirus vaccination recommendations of the Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP). MMWR Recomm Rep. 2014;63(RR-05):1-30.
  21. Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). Vítimas de violência sexual serão vacinadas contra o HPV. 2023. Disponível em: https://www.unasus.gov.br/noticia/vitimas-de-violencia-sexual-serao-vacinadas-contra-o-hpv. Acessado em: 04 de setembro de 2023.
  22. Ministério da Saúde. Manual Dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais. 6ª edição. Brasília: Ministério da Saúde, 2023.